Ações

Assassinatos no Chalé dos Potter, Os: Fim da Primeira Guerra

De Dicionário Madame Pince

Primeira Guerra Bruxa

Os Assassinatos no Chalé dos Potter: Fim da Primeira Guerra

(1981)


As Mortes de Little Hangleton | O Assassinato da Sra. Smith
A Rebelião dos Comensais da Morte | A Invasão Britânica dos Gigantes
O Declínio dos Comensais da Morte | Os Assassinatos no Chalé dos Potter: Fim da Primeira Guerra
<--- voltar

Depois em 1980, os membros da Ordem Tiago e Lílian Potter mergulharam na suspeita de que um de seus aliados era na realidade um espião das trevas muito chegado deles — quem sabe até um dos amigos Marotos — e que as forças de Voldemort estavam voltando a ascender. A Ordem entrava aqui em gradual declive.
Alvo Dumbledore aconselhou que os Potter fossem ocultados pelo Feitiço Fidelius, um feitiço altamente complexo que permite esconder um segredo dentro de outra pessoa (o "guardião do segredo"). Tiago e Lílian queriam que Sirius Black fosse o guardião do segredo. Porém, acreditando que Voldemort suspeitaria dele mas não de um fraco da categoria de Pedro Pettigrew, Sirius e os Potter designaram novamente o amigo Pettigrew para essa função. Ninguém, nem mesmo Remo ou Alvo, tiveram conhecimento sobre isso.
Como nem tudo aparentava ser perfeito, Pettigrew era um traidor ao mesmo passo que já trabalhava para Lorde Voldemort há aproximadamete um ano. Pettigrew deu ao Lorde a localização secreta do Chalé dos Potter em Godric's Hollow. O próprio Lorde viajou pessoalmente ao local para pôr fim a uma possível profecia que poderia colapsar seu poderoso regime.
No dia 31 de outubro de 1981, Voldemort assassinou o casal Potter, mas quando partiu para o bebê Harry, o ataque contra-explodiu, destruindo a parte externa dele e enraizando uma cicatriz de raio na testa do menino. A casa foi completamente afetada com os estragos do incidente.
Logo depois do trágico incidente, Pedro Pettigrew apelou para um esconderijo, ao perceber que Sirius Black o mataria por permiter o assassinato dos Potter. Seguro o bastante, Pedro e Sirius debateram-se em plena avenida trouxa. Pettigrew denunciou sem hesitar que Sirius tinha contribuído para as mortes dos Potter, e criou uma enorme explosão que mutilou seu dedo; transformou-se na forma animaga de rato e fugiu. Uma dúzia de trouxas inocentes foram mortos em decorrência da explosão e Sirius foi culpado pelas vítimas como também pelo "assassinato" de Pedro Pettigrew — deixando apenas um dedo de recordação. Pettigrew no final das contas executou com sucesso a parte que lhe cabia e Sirius foi enviado para a prisão de Azkaban sem nenhum julgamento.
Pettigrew escapou vivo, mas o Lorde das Trevas tinha sido derrotado horas antes pela primeira vez. Ironicamente, esta tragédia deu boas-vindas ao fim da Primeira Guerra.
Houve ainda um último evento depois do fim da Primeira Guerra: os Aurores Alice e Franco Longbottom foram torturados até a insanidade pelos Comensais da Morte Rodolfo, Rebastan, Belatriz Lestrange e Bartô Crouch Jr., porque o último acreditou que os dois Aurores mantinham informações sobre o paradeiro do Lorde. Coincidentemente, os Longbottom são os pais de Neville Longbottom que foi o outro bebê mencionado na Profecia. Este último ataque deixou o jovem Neville sob os cuidados da avó Augusta Longbottom, e, na opinião de Harry, em uma situação pior que a sua, porque Neville sabe que ambos os pais estão vivos mas não o podem reconhecer, enquanto os de Harry padecem longe, mortos.


<--- voltar







ESPECIAIS
<a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Categoria:Arte">Fan Arts</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/QG_Esfinge">Quizzes</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Portal:Vira-Tempo">Linhas do Tempo</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Categoria:Penseira">Biografias</a> | <a href="http://wiki.potterish.com/index.php/Portal:Sonorus">Citações</a>



Para correções, sugestões, críticas e elogios, entre em contato! Clique <a href="http://arquivo.potterish.com/?p=con">aqui</a>.