Ações

Voldemort:Malfoys

De Dicionário Madame Pince

Tom Servolo Riddle

Menu - Biografia

Malfoys


Fases da vida:
Nascimento | Infância | Maturidade

Hogwarts:
Orfanato | Aluno Tom Riddle | Câmara Secreta | Assassinato dos Riddles | Formatura

Trégua:
Exílio | Renascimento

Segunda Guerra Bruxa:
Auge | Declínio

Relacionamentos:
Comensais da Morte | Malfoys | Belatriz Lestrange | Severo Snape
Pedro Pettigrew | Régulo Black | Alvo Dumbledore | Harry Potter

Miscelânea:

Tabu

<--- voltar

Voldemort confiou a Lúcio Malfoy uma Horcruxe: seu diário, que possibilitou a reabertura da Câmara Secreta. O Lorde das Trevas enfureceu-se ao descobrir, anos depois, que seu diário tinha sido entregado a Gina Weasley de forma negligente. Lúcio não sabia que o objeto guardava parte da alma de seu mestre; Voldemort tinha apenas lhe contado que o diário tinha um encantamento para reabrir a Câmara.

Lúcio fingiu ter estado sob os efeitos da Maldição Imperius depois da primeira queda do Lorde das Trevas, e manteve uma posição de grande influência dentro do Ministério quando a Segunda Guerra Bruxa começou. Quando Voldemort renasceu, recebeu Lúcio com prazer em seu círculo de seguidores ("Lúcio, meu ardiloso amigo..."), e reprimiu-o por ter fugido da Marca Negra conjurada na Copa Mundial de Quadribol.

No entanto, Lúcio rapidamente começou a perder prestígio depois que Voldemort ficou sabendo da destruição do diário. Quando os Comensais da Morte que estavam sob seu comando perderam a Batalha no Departamento de Mistérios e falharam em reaver a Profecia, o Lorde das Trevas também ficou muito decepcionado; Lúcio foi preso depois da batalha e, como punição pelo erro do Malfoy pai, Voldemort deu a Draco a tarefa impossível de assassinar Alvo Dumbledore, com a esperança de que ele também falhasse, e então pudesse ser punido da forma merecida.

O plano de Draco foi bem sucedido, mas Voldemort continuou a desconfiar da lealdade dos Malfoy. Ele ficou um tempo na Mansão Malfoy, e suspeitou que a família tivesse se sentido mal com isso. Durante sua estadia na mansão, Voldemort usou Draco como mera peça de jogo, forçando-o a torturar outros Comensais da Morte que tivessem humilhado o orgulho dos Malfoy.

No ano seguinte, depois que Harry Potter conseguiu escapar da mansão, Voldemort torturou Lúcio e começou a tratá-lo com completo desdém. Malfoy, então, passou a se preocupar apenas em salvar seu filho da batalha final de Hogwarts, entre Comensais e membros da Ordem da Fênix, temendo por sua vida, e largando totalmente a causa dos Comensais. Voldemort repreendeu as preocupações de Lúcio por Draco, dizendo que talvez o adolescente tivesse escolhido se unir a Harry Potter, quando ele não saiu da escola com os outros sonserinos.

Depois que Voldemort conseguiu lançar a Maldição da Morte em Harry, ordenou que Narcisa confirmasse sua morte. Harry estava vivo; no entanto, Narcisa Malfoy, somente preocupada com seu filho, exigiu que Harry lhe contasse o que sabia e, depois de saber que Draco estava vivo e bem, mentiu ao Lorde das Trevas afirmando que o garoto estava morto. Ela sabia que ela e Lúcio apenas poderiam retornar a Hogwarts e se reunirem a seu filho se fizessem parte do grupo vitorioso de Voldemort. Posteriormente, isso permitiu que Harry abrisse confronto com Voldemort pela última vez, quando foi morto por um Avada Kedavra ricocheteado. A intervenção de Narcisa assegurou os Malfoys de que eles não seriam condenados por seus crimes.


<--- voltar






ESPECIAIS
<a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Categoria:Arte">Fan Arts</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/QG_Esfinge">Quizzes</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Portal:Vira-Tempo">Linhas do Tempo</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Categoria:Penseira">Biografias</a> | <a href="http://wiki.potterish.com/index.php/Portal:Sonorus">Citações</a>



Para correções, sugestões, críticas e elogios, entre em contato! Clique <a href="http://arquivo.potterish.com/?p=con">aqui</a>.