Nicolau Flamel

(Aproximadamente 1326 - 1991 a 1996)

Nos livros de J.K. Rowling, o famoso alquimista Nicolau Flamel, inventor e Ășnico possuidor da Pedra Filosofal, grande amigo de Dumbledore, com quem jĂĄ realizou um trabalho alquĂ­mico junto, morreu decorrente Ă  detruição da Pedra, que produzia o Elixir da Vida (imortalidade e ouro Ă quele que o bebe e ministra).
O Nicolau Flamel histĂłrico nasceu nas cercanias de Paris, por volta de 1330, e tentou diversas carreiras – poeta, pintor, escrivĂŁo pĂșblico – antes de se dedicar Ă  astrologia. Segundo seu relato, em 1357, foi visitado em sonhos por um anjo que lhe mostrou um livro e disse: “Flamel, olhe este livro. Nem vocĂȘ, nem qualquer outro conseguirĂŁo entendĂȘ-lo, mas chegarĂĄ o dia em que vocĂȘ verĂĄ nele algo que ninguĂ©m mais serĂĄ capaz de ver.”. No dia seguinte ele encontrou o livro na barraca de um vendedor de livros de rua, por um preço baixĂ­ssimo, jĂĄ que ninguĂ©m era capaz de lĂȘ-lo. Flamel decifrou o texto, que parecia ser um manual de transição de metais bĂĄsicos em ouro. Infelizmente, as instruçÔes pediam um ingrediente especial – uma Pedra Filosofal. Flamel tentou encontrar a misteriosa substĂąncia e, em 17 de janeiro de 1383, ele encontrou, de acordo com suas anotaçÔes.
Flamel alegou ter feito ouro apenas trĂȘs vezes em sua vida e que isso era o suficiente para ele e a esposa viverem.
Durante os Ășltimos anos de suas vidas, Flamel e Perenelle fundaram e sustentaram 14 hospitais, encomendaram monumentos religiosos, construĂ­ram capelas, pagaram pela manutenção de igrejas e cemitĂ©rios e fizeram doaçÔes generosas para ĂłrfĂŁos e viĂșvas pobres.

Mas... Flamel realmente existiu?
Alguns fatores nĂŁo deixam dĂșvidas: Nicholau Flamel existiu de verdade, assim como suas doaçÔes e boas açÔes (alguns dos monumentos que ele construiu duraram vĂĄrios sĂ©culos), e a histĂłria de sua busca alquĂ­mica era uma ciĂȘncia de verdade. No sĂ©culo XVII passou a se contar que, logo apĂłs sua morte, saqueadores invadiram sua casa e a reviraram em busca de ouro. NĂŁo encontrando nada, eles abriram o caixĂŁo do grande alquimista, esperando encontrar a Pedra. Em vez disso, encontraram o caixĂŁo vazio – nada de Pedra, nada de Flamel.


Em inglĂȘs: Nicolas Flamel


Livro: PF






ESPECIAIS
Fan Arts | Quizzes | Linhas do Tempo | Biografias | CitaçÔes

Para correçÔes, sugestÔes, críticas e elogios, entre em contato! Clique aqui.