Ações

Dementador

De Dicionário Madame Pince

Dementador

Classificação M.M.: XXXXX

Origem: Europa (Inglaterra)
Hábitat: Ambientes escuros (Azkaban)

Ideologia

O dementador é uma criatura das trevas, considerada uma das mais repulsivas que habitam o mundo. Os dementadores se alimentam da felicidade humana e, portanto provocam depressão e desespero em qualquer um que esteja próximo deles.

Eles também são capazes de consumir a alma de uma pessoa, deixando suas vítimas em um estado vegetativo permanente e, assim, são frequentemente referidos como demônios sugadores de alma. O Ministério da Magia usou os dementadores como guardiões de Azkaban até a metade do ano de 1996, quando Lord Voldemort foi visto no Ministério e deserção deles foi percebida. Dementadores não são leais a ninguém exceto a quem os fornece a maior quantidade de almas possível.

Descrição

Dementadores têm a forma de um humano, com aproximadamente três metros de altura, mas cobertos por capas escuras e encapuzadas que só revelam mãos e rostos cinzas e deteriorados. Eles não têm olhos, apenas um enorme buraco no lugar da boca, que é usado para sugar a alma da vítima em um processo chamado o Beijo do Dementador, que é geralmente considerado pior que a morte.

Sabe-se que eles se desenvolvem como fungos nos lugares mais sombrios e úmidos, criando uma neblina densa e fria. Diferentemente de outras criaturas, que se movem com a ajuda de algum suporte físico, dementadores podem voar livremente, sem nenhum sustento.

Por serem cegos, os dementadores sentem e se alimentam das emoções positivas dos seres humanos de modo a sobreviver, forçando-os a reviverem suas piores memórias. Só a presença de um dementador faz a atmosfera ao redor da vítima se tornar fria e escura, e os efeitos vão aumentando à medida que cresce o número de dementadores. Aqueles que ficam na companhia de um dementador por muito tempo se tornam depressivos, e frequentemente ficam loucos, o que é a maior causa da horrível e bem merecida reputação de Azkaban.

Essa fonte de sustentação permite ao Ministério da Magia, relutantemente, empregá-los: dementadores são, pelo menos, inteligentes o suficiente para serem gananciosos e para obedeceram contanto que isso os forneça sustento. Em 1995, um dementador acompanhou Cornélio Fudge como guarda-costas, e dementadores são descritos a obedecerem a instruções simples de autoridades bruxas (ex.: escoltar prisioneiros para dentro e fora do tribunal).

Eles também foram capazes de comunicar ao Ministério o que haviam ouvido Sirius Black murmurando durante o sono em 1993. A extensão precisa com que bruxos e dementadores podem se comunicar uns com os outros não é clara. É possível que os dementadores reajam a emoções e/ou pensamentos ao invés de palavras propriamente ditas.

Embora os trouxas não possam ver os dementadores, eles são afetados de maneira similar que os bruxos e bruxas, ficando depressivos quando próximos deles. Enquanto pelo menos um aborto, Arabela Figg, tenha afirmado ter visto um dementador, a verdade é que abortos não podem vê-los, mas têm conhecimento em magia suficiente para identificar seus efeitos.

Proteção de Dementadores

Ninguém jamais demonstrou a habilidade de matar um dementador, eles só podem ser afastados. Uma das poucas maneiras de se proteger de um dementador é usando o difícil Feitiço do Patrono, que irá afastá-los. O feitiço conjura o Patrono: a manifestação mágica de boa vontade e felicidade, fornecendo níveis variados de proteção contra a influência do dementador, baseado na força mágica do bruxo.

Apenas quando conjurado por um bruxo experiente o Patrono tomará a forma de um animal de alguma maneira significativo para o indivíduo. Enquanto que o nível mais baixo do Patrono é mais incorpóreo e efêmero, Patronos corporais irão perseguir os dementadores e forçá-los a deixarem os arredores. Um Patrono incorpóreo pode apenas atrasar um dementador, como se a criatura estivesse andando em areia movediça, e tende a não durar muito tempo.

Chocolate é um remédio efetivo em casos moderados de contato com dementadores. Também, dementadores não são propriamente capazes de sentir os pensamentos e emoções de uma pessoa quando ele ou ela assume uma forma de um Animago, o que permitiu que algumas pessoas, como Sirius Black, pudessem evitar temporariamente sua influência traiçoeira.

É possível que haja outra maneira de repelir um dementador além do Feitiço do Patrono, já que Harry Potter discordou do professor Snape quanto ao melhor método de confrontar um quando isso foi assunto de um dever de casa no seu sexto ano. Isso deixa subentendido que há outros métodos, o que parecer ser bastante possível considerando que a maioria dos Bruxos das Trevas é, aparentemente, incapaz (ou pouco disposta) de produzir um Patrono.

O Beijo do Dementador

Além de se alimentarem de emoções positivas, dementadores podem realizar o que é conhecido como o Beijo do Dementador, no qual o dementador prende sua boca na da vítima e suga a alma da pessoa. A vítima é deixada como uma concha vazia, incapaz de pensar e sem nenhuma chance possível de recuperação.

Acredita-se que existir depois do Beijo do Dementador é pior que a morte: já que a alma da pessoa é sua essência, ser ‘beijado’ por um dementador é deixar de existir, mas ainda assim permanecer. Ocasionalmente, o Ministério da Magia permite essa maneira de punição.

Trouxas que tiveram suas almas sugadas em um ataque de dementadores seriam erroneamente diagnosticados por médicos trouxas de sofrerem de Estado Vegetativo Persistente, já que depois do ‘beijo’ a vítima não iria mais apresentar nenhuma atividade cerebral, apesar de nenhum dano ter sido causado ao próprio cérebro.

Isso torna os dementadores ainda mais assustadores, já que eles atacam da mesma maneira bruxos e trouxas. Não se sabe qual seria o efeito do Beijo do Dementador em uma pessoa que dividiu a alma através do uso de uma horcruxe.

O único Beijo conhecido ocorreu em 1995; Bartô Crouch Jr., que estava trabalhando para Voldemort em segredo, foi detido em Hogwarts para um julgamento. Sua alma foi sugada por um dementador que acompanhava Cornélio Fudge.

Os encontros de Harry Potter com dementadores

1993-1994

O primeiro encontro de Harry Potter com dementadores foi durante o ano escolar de 1993-1994, quando eles foram mandados para proteger a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts de Sirius Black, que havia recentemente escapado de Azkaban.

Sempre que Harry ficava próximo de um, era forçado a reviver sua memória mais terrível: ouvir os últimos momentos da vida de seus pais antes deles serem assassinados por Lord Voldemort. O primeiro desses encontros foi no Expresso de Hogwarts, no qual ele foi protegido pelo novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, Remo Lupin. Enquanto os dementadores estavam em Hogwarts, o diretor Alvo Dumbledore alertou os estudantes a não darem aos dementadores nenhuma razão para machucá-los.

Harry resistiu a um segundo encontro com um grupo de dementadores durante um jogo de quadribol, o que o deixou sem consciência e provocou uma queda de sua vassoura. Ele foi salvo por Dumbledore, que diminuiu a velocidade da queda de Harry e então repeliu os dementadores com um Patrono. Eles pareciam se sentir particularmente atraídos por Harry, já que, considerando sua infância miserável e várias memórias ruins, ele era mais vulnerável à influência deles.

Para vencer os dementadores, Harry pediu ajuda ao professor Lupin. Lupin ensinou a Harry o Feitiço do Patrono, que tomou a forma de um veado, como o de seu pai. Inicialmente Harry falhou ao tentar produzir um Patrono corpóreo quando ele e Sirius foram atacados por um grupo de dementadores. Os dois foram salvos pela intervenção de um Patrono poderoso e corpóreo, que tinha sido, na verdade, produzido pelo próprio Harry, que voltou no tempo com Hermione Granger com o uso do vira-tempo. (Tecnicamente, isso conta como o terceiro e quarto encontros de Harry com dementadores, já que, por causa de sua viagem no tempo, ele passou por esse mesmo confronto duas vezes).

1995

O quinto encontro de Harry foi em um beco perto da sua casa na Rua dos Alfeneiros, quando ele e seu primo, Duda Dursley, foram emboscados por dois dementadores, que haviam sido mandados secretamente e ilegalmente por Dolores Umbridge. [Ele foi capaz de produzir com sucesso o Feitiço do Patrono e foi logo depois salvo por uma bruxa abortada chamada Arabela Figg. Harry foi julgado por usar magia sendo menor de idade, mas, no fim, não foi punido, já que usou magia por defesa própria].

1998

Durante a Batalha de Hogwarts, os dementadores lutaram ao lado de Lord Voldemort e dos Comensais da Morte. Harry, Hermione Granger e Rony Weasley foram atacados por grandes quantidades de dementadores, e por causa dos terríveis eventos que haviam passado e testemunhado, incluindo a morte de Fred Weasley, eles tiveram dificuldade em conjurar seus Patronos. Simas Finnigan, Luna Lovegood e Ernesto Macmillan afastaram os dementadores com o feitiço.

Separação do Ministério

Os dementadores serviram o Ministério da Magia como os guardas de Azkaban porque isso permitia que eles se alimentassem das emoções dos prisioneiros. No entanto, em julho de 1996, a maioria dos dementadores de Azkaban organizou uma revolta em massa contra seus empregadores, de modo a se juntarem a Lord Voldemort, que os ofereceu mais vítimas. Isso ajudou a fuga de Comensais da Morte de Azkaban nos anos de 1996 e 1997.

Na metade do ano de 1996, os dementadores que haviam se juntado a Voldemort estava se multiplicando e, portanto, causando uma névoa “fora da estação” no mês de julho. Cornélio Fudge também admitiu que eles foram fatores no recente declínio da aprovação pública do Primeiro-Ministro Trouxa, já que faziam as pessoas se sentirem menos felizes, no geral.

Quando Kingsley Shacklebolt se tornou Ministro da Magia, logo após o fim da Segunda Guerra Bruxa, em 1998, os dementadores não eram mais usados pelo Ministério da Magia, supostamente porque não eram considerados de confiança e eram inumanos.

Etimologia

O nome dementadores provavelmente vem das palavras dementar, “tornar insano”, e atormentar, “aquele que aflige grande sofrimento”.


Em inglês: Dementor


Livros: PdA (p. 155, 200), OdF (p. 19 - 36, 678)







ESPECIAIS
<a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Categoria:Arte">Fan Arts</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/QG_Esfinge">Quizzes</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Portal:Vira-Tempo">Linhas do Tempo</a> | <a href="http://www.potterish.com/wiki/index.php/Categoria:Penseira">Biografias</a> | <a href="http://wiki.potterish.com/index.php/Portal:Sonorus">Citações</a>



Para correções, sugestões, críticas e elogios, entre em contato! Clique <a href="http://arquivo.potterish.com/?p=con">aqui</a>.